Veja os salários das 15 profissões de TI mais valorizadas em 2013

Este reportagem foi publicada pela IDGNOW!, e retrata as profissões mais estimadas de 2013 e faz um comparativo dessas profissões em outros países.

“Alguns cargos de TI estarão em alta em 2013 e terão reconhecimento das empresas, segundo projeções da Robert Half, consultoria em RH, especializada em TI. Entre os que terão os maiores reajustes salariais estão os desenvolvedores de aplicativos móveis e engenheiros de rede sem fio, que podem esperar um aumento de 9% e 7,9% nos ganhos, respectivamente.

Estudo da Robert Half analisou 70 posições para o seu guia anual com os salários do setor nos EUA. No geral, a remuneração base para os profissionais de TI deve crescer uma média de 5,3% no ano que vem. Veja nos quadros a seguir as 15 profissiões que vão acumular os maiores reajustes entre 2012 e 2013. Os valores são para ganhos anuais.

Os valores apurados pela Robert Half levam em consideração apenas os salários base. Fatores como experiência de mercado, bônus, benefícios, gratificações e planos de aposentadoria não foram incluídos na pesquisa.

Mercado brasileiro 

No Brasil, a falta de mão de obra especializada continuará contribuindo para supervalorização dos bons talentos. Entretanto, em 2013 os aumentos serão bem menos generosos do que os índices registrados entre 2010 e 2011, quando os salários de TI foram inflacionados e tiveram reajustes acima de 10%.

Para 2013, as consultorias preveem reajustes para TI entre 6% e 7%, de acordo com a inflação. Entre os cargos que serão mais valorizados estão os especialistas em internet, os arquitetos de sistemas e os profissionais com domínio em infraestrutura.

Lucas Toledo, gerente de TI da Michael Page, consultoria em RH, destaca que o crescimento de e-commerce no Brasil aumentou a demanda das empresas por talentos com habilidade em internet. As companhias têm buscando arquitetos de sistemas, especialistas em marketing digital, web designer e também profissionais com conhecimento em cloud computing e virtualização.

Esses talentos aparecem entre os mais valorizados e acordo com o “Estudo de Remuneração 2012/2013” realizado pela Michael Page no Brasil. Foram avaliados os salários de profissionais de diversos segmentos, incluindo a área de TI.

O levantamento traz a remuneração de 42 cargos do setor, levando em consideração a média de salários pagos por empresas pequenas (que faturam até 100 milhões de reais), médias (com receita entre 100 milhões de reais e 500 milhões de reais) e grandes (com movimento acima de 500 milhões de reais).

Além das remunerações na região Sul e nos mercados de São Paulo e Rio de Janeiro, o estudo da Michael Page constatou que o Brasil é o que paga os melhores salários na América Latina por conta da economia favorável e por ser um dos mercados emergentes que mais atraem negócios no momento atual.

No caso do CIO, o executivo brasileiro recebe entre 9 mil reais e 20 mil reais, dependendo da sua experiência e porte da empresa onde trabalha. No México, o profissional que ocupa o mesmo posto recebe entre 8 mil reais e 15 mil reais. O mercado argentino paga para esse cargo entre 6,5 mil reais e 8,5 mil reais; enquanto que no Chile esse talento tem remuneração entre 8 mil reais e 14 mil reais.

Na comparação dos ganhos do analista sênior de sistemas, os salários são os seguintes: Brasil paga entre 3,5 mil reais e 6 mil reais; México entre 6 mil reais e 9 mil reais; Argentina entre 4,5 mil reais e 5,5 mil reais; Chile entre 4,5 mil reais e 7,5 mil reais.”

Por Edileuza Soares

Fonte: http://idgnow.uol.com.br/ti-corporativa/2013/01/09/salario-ti-carreira/

Categorias:Geral Tags:,

Os 15 profissionais mais procurados

Categorias:Geral

Entrevista com um consultor SAP/ABAP

Estamos disponibilizando uma entrevista com um consultor SAP/ABAP.

Carlos Alberto Santos tem 29 anos e é consultor SAP/ABAP. Paulista e atualmente morando em Recife, dá consultoria SAP nas empresas na região Nordeste.

1. Como definiria a profissão de consultor ABAP?
R.: ABAP é a linguagem de programação do SAP considerado o maior sistema de gestão empresarial mundial. Para iniciar como consultor ABAP a pessoa deve ter uma boa lógica de programação, interessante que já tenha trabalhado com outras linguagens) e bons conhecimentos de banco de dados, já terá 80% de aprovação em sua iniciação na carreira. Facilidade de inglês técnico para leitura.

2. Quais as principais áreas de atuação da sua profissão?
R: O consultor ABAP sempre trabalha na área de TI de uma organização, porém ele pode trabalhar com diversos ramos de atividade, isso depende do negócio da empresa. Exemplo: Hospitais, Indústrias, Varejo, etc…

3. Como é a sua rotina, quais as suas principais atividades?
R: Generalizando, desenvolver os programas de acordo com a necessidade do cliente. Exemplos: Criar relatórios, tabelas, programas com processamento de arquivos(.TXT,.XLS), etc. Existe o consultor(a) de negócios que chamamos de consultor(a) funcional SAP e o Key-User. O consultor(a) funcional é a pessoa que entende do processo do cliente com o Key-User que é o usuário chave do cliente e faz o levantamento de dados e informações de tudo o que precisa ser feito/desenvolvido e cria um fluxograma para que o ABAP desenvolva.

4. Qual a sua formação acadêmica e profissional?
R: Sou formado em Tecnologia em Processamento de dados na FIAP de São Paulo, sou consultor ABAP há sete anos, passei por consultorias e empresas diversas.

5. Qual a formação que um estudante deve buscar para se tornar um bom consultor ABAP?
R: Alguma formação na área de tecnologia, voltado para área de desenvolvimento de sistemas é o mais indicado, mas nada impede que pessoas de outras áreas possam tentar ingressar, será muito mais trabalhoso é claro, mas se a pessoa começar a gostar, não há problemas.

6. Como é o mercado de certificações?
R: A prova para tirar a certificação só pode fazer quem faz a academia oficial da SAP. A regra muda de tempo em tempo, pode dar uma olhada no site da SAP. Na minha opinião, a certificação é importante e bacana quem tem, mas não é um diferencial em muitas das vezes. O mercado é tão escasso de consultores que muitos recrutadores não fazem tanta questão de selecionar somente quem tem a certificação e sim quem tem experiência e vivência como consultor. Dizem que a certificação ABAP é uma das mais difíceis dentre os módulos do SAP, pois eles fazem perguntas muito técnicas, e tudo é em inglês as apostilas e a prova, paga-se um valor e marca o dia da prova, tem que tirar a nota 5 no mínimo se não me engano. Há diversos simulados e materiais na internet que ajudam bastante antes de fazer a prova, e também o simulado da própria academia.

7. Qual a faixa salarial de um consultor ABAP?
R: Isso varia muito por região geográfica, como qualquer outra profissão e também depende muito da necessidade do cliente, mas acredito que a faixa salarial está entre R$20,00/hora a R$100,00/hora. Existem casos isolados que já ouvi falar de um consultor que estava em um projeto no interior de SP em que ele estava ganhando R$140/hora.

8. Qual o perfil profissional de um consultor ABAP?
R: Existem consultores que trabalham dentro das consultorias dando suporte que chamamos de fábrica de software, lá a pessoa tem uma grande estrutura de desenvolvimento, onde haverá vários outros consultores ABAP que o ajudarão no crescimento profissional a maioria são trainees. E existem os consultores que trabalham diretamente nos clientes que chamamos de “Body Shop” que muitas vezes depende totalmente da sua própria vivência no mundo SAP. Não esquecendo também que a exigência do idioma inglês está cada vez maior.

9. Quais são os tipos de empresas que o profissional pode trabalhar?
R: Pode trabalhar em todos os ramos de atividade em que a empresa tem o SAP. Grandes empresas aqui no Brasil e no mundo. Eu diria que o céu é o limite para esse profissional. Eu fiz um intercambio de inglês na Austrália e sei que lá há muitas demandas para consultor ABAP também.

S2B 2011.2 – Ainda dá tempo!

Pessoal, eis uma excelente oportunidade de dar um upgrade legal na carreira.

As inscrições ainda estão abertas!!

Clique aqui para se inscrever

Já estão abertas as inscrições para a nona edição do Students to Business (S2B), programa de capacitação gratuita da Microsoft para estudantes de Tecnologia da Informação, e essa onda vem cheia de novidades em Pernambuco.

Agora, todos os inscritos receberão um live ID, que dá acesso a uma capacitação online. Ou seja, quem se inscrever primeiro, terá mais tempo para estudar para a prova da primeira fase (conhecida como aulão), que seleciona os candidatos para a segunda fase.

Aqui em Pernambuco as turmas de desenvolvimento do ensino superior, terão como foco o Windows Phone 7 e além de aprenderem a desenvolver aplicativos para a solução mobile da Microsoft, os estudantes que se destacarem nos treinamentos,  ganharão acesso, também de forma gratuita ao Marketplace (plataforma virtual de vendas de aplicativos mobile), onde poderão disponibilizar seus projetos para o mundo inteiro).

Segundo Lídia Motta, coordenadora do Microsoft Innovation Center (MIC) Pernambuco, o conhecimento de novas tecnologias é fundamental para um profissional de TI: “O mercado de trabalho está muito competitivo. Acompanhar o lançamento de novas linguagens é um diferencial. Por isso incluímos nessa onda, o módulo de Windows Phone 7. Os participantes sairão com um aplicativo desenvolvido, o que certamente pesará muito no currículo dos concluintes”, ressalta.

A parceria com a Ação Cidadania continua, e durante a prova da primeira etapa, os alunos podem contribuir com 1 kg de alimento não perecível, que será doado aos desabrigados das enchentes no Estado. Somente esse ano, a arrecadação já superou meia tonelada.

As inscrições vão até o dia 18 de setembro e podem participar maiores de 16 anos, que estejam regularmente matriculados no ensino médio ou superior.

Para ficar por dentro das novidades do S2B, acesse nossa página no Facebook

Para se inscrever, acesse a página do programa S2B

Linhas oferecidas: Desenvolvimento, Infraestrutura e CRM.

Localidades: Recife, Jaboatão e Olinda.

Informações S2B ensino médio: www.micetepam.pe.gov.br

Certificações em banco de dados Oracle

O mercado de TI vive, atualmente, um momento de grande aquecimento. A cada dia novas faculdades oferecem bons cursos na área de TI e anualmente centenas de profissionais são lançados no mercado de trabalho.

Por outro lado, as empresas estão buscando cada vez mais, profissionais com alto grau de qualificação, o que acaba gerando a necessidade de possuir além de capacitação adequada, elementos que destaquem o candidato que tenha interesse em ocupar uma boa colocação.

Uma das formas mais conhecidas de obter esta qualificação e destaque são as certificações.

Veremos quais os principais tipos de certificações para o SGBD da Oracle.

Atualmente, a Oracle trabalha com os seguintes níveis de certificação para banco de dados:

• Oracle Certified Associate (OCA): A credencial Associate foi desenhada para profissionais de TI que estão começando a trabalhar com Oracle, como gerenciador de bancos de dados. Tipicamente, OCA’s já adquiriram o conhecimento-base para seu trabalho como administradores Web, administradores de banco de dados e desenvolvedores. Essa certificação é recomendada pela Oracle para aqueles profissionais em início de carreira em seus produtos, sendo considerado como uma chave para a primeira porta de sua oportunidade como profissional certificado Oracle.

• Oracle Certified Professional (OCP): OCP’s em geral já conquistaram um grau de experiência e sucesso em suas carreiras. Como por exemplo, DBA’s que mostraram suas habilidades em gerenciar bancos de dados em ambientes corporativos altamente complexos. Essa certificação é vista como uma credencial para se atingir um nível de senioridade na carreira.

• Oracle Certified Master (OCM): A certificação OCM é a credencial de profissionais que são considerados gurus dentro do conhecimento e expertis em produtos Oracle, recomendada para profissionais que implementam e suportam sistemas de missão crítica para a organização.

Além das carreira de administração de banco de dados, ainda há paths de certificações na área de implementação e na área de desenvolvimento, por isso é muito importante que o profissional escolha com cuidado qual dos caminho ele irá seguir.

Maiores informações:
Oracle Certification Program
Pearson Vue

Nova Entrevista!

Entrevista feita com Leandro Santos, que atualmente é aluno da FIR, funcionário do Grupo Provider Soluções Tecnológicas Ltda., e presta serviço no Tribunal de Justiça de Pernambuco como Técnico em informática e no cargo/função de Suporte Técnico.

Leia mais!

Categorias:Geral

A diferença entre Analista de Sistemas e de Negócios

Negócios e sistemas para desenvolvimento: o trabalho do analista de sistema deve ser em sintonia com o analista de negócios, que possui maior percepção dos processos internos da empresa.
Por Ricardo Veríssimo

Este texto é sobre a diferença entre analista de sistemas e analista de negócios (sem contar com a função analista programador, da qual não concordo).

Leia mais clicando aqui!!

%d blogueiros gostam disto: